.mais sobre mim

.posts recentes

. CÓDIGO DOS CONTRATOS PÚBL...

. Alvarás de construção - V...

. Software Universitário

. Documentação Técnica

. Protecção e Manutenção do...

. Processos de Anodização d...

. Tratamento superficial do...

. Perfis de Alumínio

. O Alumínio

. O Gigante dos ares: Airbu...

.Dinheiro extra

Plus500 Plus500
Sexta-feira, 24 de Setembro de 2010

O Alumínio



O alumínio é um elemento muito abundante na crosta terrestre, onde aparece sob variadíssimas formas, sendo as bauxites (óxidos hidratados de alumínio Al20 2H20), os minérios mais utilizados na sua produção industrial.
Estes minérios contêm cerca de 40 a 60% de óxido de alumínio (alumina), sendo a restante parte formada por impurezas, tais como óxidos de ferro, de silício de cálcio e de titânio.
A recuperação do alumínio, do seu minério, faz-se através dum processo electroquímico em que a alumina é dissolvida num electrólito de fusão e em seguida é estabelecido um circuito eléctrico em que a corrente passa pelo electrólito, promovendo a deposição e solidificação do alumínio metálico no cátodo.
O alumínio tecnicamente puro, é um metal leve, de cor branca, pouco duro, muito deformável, com elevada condutibilidade eléctrica e térmica e com baixo ponto de fusão. Não é tóxico, não produz ignição e não é magnético.
Devido ao seu elevado poder redutor, oxida-se ao ar, formando exteriormente uma finíssima camada de alumina, que o protege contra a corrosão, nomeadamente da água destilada, do ácido nítrico, do ácido carbónico, dos compostos de enxofre e de muitos hidrocarbonetos, óleos e substancias orgânicas. No entanto, é atacado pela água do mar e pelas bases alcalinas (sódio e potássio) e por alguns óxidos como o ácido clorídrico e o fluorídrico.
O alumínio forma ligas principalmente com o cobre, com o silício, com o magnésio, com o manganês e ocasionalmente com o zinco, níquel e cobre.


Na generalidade, a adição de metais ao alumínio, visa o aumento da resistência à tracção de cedência e dureza, a correspondente redução do alongamento e a melhoria das propriedades anticorrosivas. Nas fundições de alumínio, os elementos de liga visam também a facilidade de moldagem.
A melhoria das propriedades mecânicas pode também ser levada a cabo por tratamentos térmicos e mecânicos.
O cobre é o principal elemento de liga do alumínio. É usado em percentagens até 4%, em ligas de conformação plástica e até 8% em ligas de fundição. O cobre reduz a contracção e permite o encruamento por envelhecimento das ligas, cuja resistência à corrosão é muito fraca.
O silício é também bastante usado, principalmente em ligas para fundição, pois reduz a contracção, aumenta a fluidez, aumenta a resistência à corrosão, tem um menor coeficiente de expansão térmica, elevada condutibilidade térmica e apresenta também uma elevada tenacidade. O silício, que raramente excede o teor de 14% na liga, é também usado como elemento de liga secundário nas ligas AlMg, permitindo a precipitação do silicato de Magnésio (Mg=Si), como agente endurecedor.



O magnésio que é ligado ao alumínio em teores de 1 a 10%, torna a liga mais leve que o 


alumínio isolado, permite boas propriedades mecânicas, boa resistência à corrosão e é 

facilmente maquinável. O Mg tem a máxima solubilidade a 14,9% ­452°C, reduzindo-se até 

cerca de 2% à temperatura ambiente.
publicado por egascoelho às 15:41
link do post | comentar | favorito
|

.Quem espreitou

Locations of visitors to this page

.Tempo que faz

Click for Viseu, Portugal Forecast

.Fotos

.pesquisar

 

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds